O Grêmio perdeu neste sábado para o Atlético-PR por 2 a 1 na Arena da Baixada pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Usando uma equipe de reservas, os visitantes começaram melhor na partida, porém não resistiram aos titulares dos mandantes. Os gols foram marcados por Pablo e Jonathan, enquanto Cícero fez para o time gremista.

Com o resultado, o Grêmio segue em quarto lugar com 37 pontos. Já o Atlético-PR pulou para o 14º lugar com 21 pontos.

Agora os gaúchos dão uma pausa no Brasileirão. Na terça o Tricolor Gaúcho recebe o Estudiantes, às 21h45, na Arena, pela partida de volta das oitavas de final da Libertadores.

Na próxima rodada do Brasileirão o Grêmio pega o Botafogo no sábado, às 16h, na Arena. Em jogo atrasado, o Atlético-PR enfrenta o Vasco na quarta, às 19h30, na Arena da Baixada.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Jogo

Mesmo com reservas o Grêmio quase abriu o placar. Aos 04, Cícero dá lançamento com açúcar para Pepê, que saiu em velocidade às costas da zaga do Atlético-PR e finalizou na saída de Santos, com um toquinho. A bola explodiu na trave. Aos 07, Leonardo cobrou falta para a área. Léo Pereira e Paulo Miranda se enroscam dentro da área. O zagueiro gremista caiu com o contato do rival, e o árbitro marcou pênalti. Aos 08, Cícero parte para a bola, encurtou os passos e cobrou o pênalti com categoria. Santos caiu para esquerda, a cobrança vai para a direita. Depois de quatro cobranças penalidades erradas, o Tricolor Gaúcho finalmente acertou o seu primeiro pênalti no Brasileirão.

O Furacão não demorou para chegar a igualdade. Aos 12, Pablo recebeu dentro da área, de costas para a meta. O atacante girou sobre Bressan e chutou de pé direito no ângulo de Paulo Victor. Após chegar o empate, os donos da casa cresceram na partida e levam perigo principalmente através de Pablo. Aos 24, Marcinho cobrou fechado mais uma vez, direto para o gol. Paulo Victor afastou de soco. Por sua vez, os suplentes gremistas não conseguem se impor na partida e tem dificuldades de controlar o toque de bola do time paranaense.

Mais uma vez o atacante Marinho tem uma atuação que deixa a desejar parece desligado e não ajuda do meio pra frente. Já os paranaenses tiveram uma queda de rendimento.

Segue o mesmo panorama da etapa inicial agora no segundo tempo com um jogo disputado muito no meio-campo. Aos 14, mudança no Atlético-PR. Saiu Wellington para a entrada de Bruno Guimarães.  Aos 15, mudança no Furacão. Saiu Nikão para a entrada de Bruno Nazário. Aos 17, mudança no Grêmio. Saiu Marinho para a entrada de Thonny Anderson.

A partida caiu assustadoramente de qualidade. Os mandantes tentam chegar a meta de Paulo Victor em bolas aéreas.  Aos 22, Lucho recebeu de Marcinho na entrada da área e acionou Pablo de primeira dentro da área. O atacante chutou sobre Paulo Victor, que faz a defesa. Aos 24, Jonathan tabelou com Bruno Nazário e saiu às costas de Marcelo Oliveira dentro da área. O lateral saiu na cara de Paulo Victor e dá apenas um toquinho para deslocar o goleiro. Aos 27, mudança no Grêmio. Saiu Douglas para a entrada de Jean Pyerre.  Aos 36, Alisson rolou para trás. Cícero tentou o chute, e a bola bateu no pé de Bressan antes de sair para tiro de meta. Aos 37, Renan Lodi recebeu com liberdade pela esquerda e tentou o cruzamento rasteiro. Paulo Miranda afastou.

Para a reta final do jogo, o técnico Renato Portaluppi arriscou uma última cartada. Aos 38, mudança no Grêmio. Saiu Thaciano para a entrada de Lincoln. Aos 39, mudança no Atlético-PR. Saiu Raphael Veiga para a entrada de Márcio Azevedo. O Furacão soube se defender bem e segurou o triunfo sobre os gaúchos.